Aeroporto de Macau

Para a implementação do projeto foi necessário ganhar terreno adicional, no delta do Rio das Pérolas, através da construção de aterros e estruturas suportadas por estacas.

A ilha artificial com 1,2 km2 recebeu os caminhos de circulação e a pista principal, com cerca de 3,5 km de comprimento, adequada para aviões de grande porte.

Os trabalhos principais contemplaram:

  • Dragagem de aluviões: 20 milhões m3;
  • Enchimentos submarinos com areia: 34 milhões m3;
  • Pedra de fundação: 3 milhões m3;
  • Rampa de proteção em acropodes: 250 000 m3 de betão;
  • Quebra-mar com blocos de betão pré-fabricados: 80 000 m3;
  • Drenagem vertical: 8 700 km;
  • Vibroflutuação: 400 000 m2;
  • Construção de duas pontes de ligação, com tabuleiros de 44 m de largura e 3 000 m de extensão total, assentes em 2 440 estacas pré-moldadas com Ø de 0,80m (PHC) e 387 estacas com Ø 1 m moldadas no local;
  • Construção de uma pista em betão com 3 360 m por 60 m, com uma base granular de 0,70 m e um pavimento em betão com 0,90 m;
  • Construção dos caminhos de circulação em betão com 44 m de largura e 1 500 m de comprimento.

Intervenção

Fiscalização de Obra

Download PDF

Valor da Obra

800 Milhões

Data

1992 - 1995

Cliente

CAM - Companhia do Aeroporto de Macau

Empresas

TPF Consultores

Scott Wilson & Kirkpatrick, Pengest Internacional

Sectores

Partilhe este Projeto

Partilhe este Projeto