Este website utiliza cookies por defeito. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste website. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Consulte as nossas Condições de Utilização e Privacidade para saber mais.

Aproveitamento Hidroagrícola do Saquinho

Aproveitamento Hidroagrícola do Saquinho
Aproveitamento Hidroagrícola do Saquinho
Aproveitamento Hidroagrícola do Saquinho

O Aproveitamento Hidroagrícola doSaquinho situa-se na Ilha de Santiago, no concelho de Santa Catarina.

Este aproveitamento tem uma áreaequipada de 66 hectares e será beneficiado por uma rede de rega, projectada pela TPF Consultores, com origemna barragem do Saquinho, construída na ribeira de Saquinho/Tabugal, a cerca de2 km a jusante da localidade de Chã de Monte.

Na área de influência da barragem doSaquinho estão identificados 113 prédios, somando uma área total de 66 hectares, sendo que:

  • A maioria dos prédios (83 %) tem área inferior a 1,0 ha, representando 57 % da área total de influência;
  • 15 % dos prédios tem uma área superior entre 1,0 há e 2,0 ha, ocupando 35 % da área do aproveitamento;
  • Os restantes prédios têm áreas entre 2,0 ha e 4,0 ha, representando 8 % da área do aproveitamento.

A águaarmazenada na albufeira será bombeada para um reservatório construído emRibeirão de Areia, cuja capacidade é de 500 m3. A partir desta obraserá feita uma ligação a um outro reservatório, com 250 m3 dearmazenamento, já construído em Chão do Monte.

Doreservatório de Chão do Monte desenvolve-se uma conduta adutora de PEAD DN 225,na qual serão executadas três derivações para as redes secundárias de rega queirão beneficiar 29 hectares, os quais foram divididos em três sectores (A, B eC).

Com origem noreservatório de Ribeirão de Areia desenvolve-se uma conduta adutora de PEAD DN225, na qual serão implantadas quatro derivações para as redes secundárias derega, associadas aos sectores D, E, F e G, que irão servir 37 hectares.

A empreitadadas redes secundárias de rega iniciar-se-á nestas derivações, também integradasnas obras das redes secundárias.

Oaproveitamento será servido por um redes colectivas com 7 073 metros decondutas em PEAD com diâmetros variáveis, entre DN 75 mm e DN 225 mm.

A água será fornecida aosagricultores em pressão e previamente filtrada através de filtros de areia, osquais garantirão um grau de limpeza adequado à rega localizada.

    Intervenção

    Projeto de Execução da Rede de Rega

    Download PDF

    Data

    2013 - 2014

    Cliente

    MDR - Ministério do Desenvolvimento Rural

    Empresas

    TPF Consultores

    AgroGes

    Sectores

    Partilhe este Projeto

    Partilhe este Projeto