Este website utiliza cookies por defeito. Estes cookies destinam-se a otimizar a sua experiência de navegação neste website. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Consulte as nossas Condições de Utilização e Privacidade para saber mais.

Estação Elevatória do Conchoso

Construção da Tomada de Água, Derivação e Estação Elevatória do Conchoso, localizada no extremo norte da Lezíria, destinada à adução de água a partir do Rio Tejo, quer graviticamente através da Derivação quer por bombagem através da Estação Elevatória.

  • Tomada de Água: Estrutura com comprimento de cerca de 60 m e largura mínima de 23 m, formada por diques de terra protegidos com enrocamento do lado do rio e no seu fundo.
  • Derivação: Constituída por uma estrutura de betão armado com comprimento de 50 m e largura de 10,60 m, de planta rectangular e fundada sobre estacas. Os vãos são providos de comportas de regulação e peças fixas para ensecadeira.
  • Estação Elevatória: Estrutura em betão armado, de planta aproximadamente rectangular, fundada sobre estacas, com um comprimento de cerca de 26,80 m e uma largura de 10,60 m.É na sua essência constituída por uma entrada, uma secção de pré-filtragem (tamisagem), uma câmara de distribuição, 4 câmaras de aspiração e uma câmara de união para instalação da conduta de ligação às bombas. Os vãos estão providos de comportas, sendo o sistema movido por 4 bombas do tipo semi-axial.
  • Edifício de Exploração: Edifício em estrutura reticulada em betão armado, com área em planta de 11x17 m, desenvolvendo-se em dois pisos.

Intervenção

Projeto de Execução

Fiscalização de Obra

Download PDF

Valor da Obra

7 Milhões

Data

2002 - 2005

País

Cliente

IHERA - Instituto de Hidraúlica, Engenharia Rural e Ambiente

Empresas

TPF Consultores

Sectores

Partilhe este Projeto

Partilhe este Projeto